02/12/14

preservação da sobriedade

Tens planos para a passagem de ano que tu nem sabes bem quem é que incluem - sabes que vais tipo tudo ao molho e fé em deus, levas mais um amigo no bolso e vai, que se é para comemorar, é para comemorar. Mas entretanto o espírito santo conta-te que o teu amigo socorrista vai estar de serviço nessa noite, lá na zona das festanças, e então decides que te vais comportar como uma lady e fugir de todas as gotas de álcool, nem que elas caiam do céu por puro milagre. Isto porque o (estúpido!) rapazinho deixa no ar a ideia de tirar fotos ao acontecimento se, por mero acaso, tiveres o azar de lhe cair nas mãos e tu já o ouviste fazer descrições de cenários idênticos demasiadas vezes para que te queiras arristar.

Ou isso ou porque já ficas suficientemente feia sóbria para te arriscares a ser fotografada naquelas alturas em que se torna complicado perceber exatamente quando e onde é que são os sítios indicados para se fazer cara de quem não caga há três semanas.

Sem comentários: