12/02/15

been there, done that

Um dia ainda vou entender aquela necessidade das gajas de dizerem ao mundo que amam as melhores amigas. Eu nunca digo à minha bicha que a adoro, mas quando digo é porque bebemos demais, discutimos e a seguir acabamos quase a chorar, agarrada uma à outra, a jurar amizade eterna, ámen, na casa de banho de uma dicoteca. Infelizmente, já aconteceu.

Sem comentários: