02/11/15

uma pessoa respira de alívio, que respira

Sabendo que o meu mocinho apagou o material impróprio antes de entregar o telemóvel ao irmão e que as auxiliares são todas velhas e desdentadas. Isso - à parte de uma pessoa estar p'ra'qui que nem pode, roer unhas e dedos e tudo, acordar três mil vezes durante a noite, andar de trombas para o resto do mundo porque há coisas que não se contam a toda a gente, tudo porque sei que o rapazinho não está bem e nem sabemos quando vai estar - é, de facto, o mais importante.

Sem comentários: