sexta-feira, 24 de novembro de 2017

saudade

Para o estrangeiros é uma palavra bonita que não têm no país deles. Para nós, é o nosso nome do meio - e, por estes dias, tenho pensado no uso, tão errado, que lhe damos.

Não me interpretem mal - eu também tenho saudades de lugares e de pessoas. Mas às vezes pergunto-me se não se deveria guardar esse carimbo somente para onde ela seja imortal - como a certeza sufocante que carrego, há quase um ano e meio, de que não mais poderei abraçar um dos pilares da minha vida. Essa é a saudade justa, a incurável. A eterna.

Depois há as outras: a que nos carregam o peito de uma dor artificial, porque podemos matá-las mas não o fazemos. É quase como se gostássemos de sofrer.

Sentir saudades dos vivos só prova o quanto gostamos de levar a inércia e o orgulho avante. Ora porque sentimos a falta de alguém, mas recusamo-nos a ligar-lhe porque continuamos a achar que éramos nós os detentores da razão naquela discussão que tivémos em 2007. Ora porque até pensamos em ligar, mas nunca dá jeito. 

Ah, agora não posso porque vai dar a novela.
Hoje não, que joga o benfica.
Amanhã ligo, porque hoje está a chover.

Somos tão estúpidos que preferimos transportar as saudades desnecessárias até às derradeiras, só para depois nos podermos carregar de culpas e dizer quem me dera ter-lhe ligado, o que eu não dava para ter ouvido aquela voz mais uma vez!.

Bichos burros, povo saudosista - adoramos a lagrimita no canto do olho, não adoramos?

5 comentários:

Jota Esse disse...

Bonga

ernesto disse...

Tenho uma lágrima no canto do olho xD

Jota Esse disse...

Então, hoje roubaste uns minutinhos ao namoro para visitares os chatos? xD

Beeem, tu estás "bué" magra. Estás mesmo a levar isso a sério... só te faz bem, acredita.
Parabéns pela força de vontade. :)

Desculpa a intromissão, mas sabes como eu sou... tenho sempre um perfil alternativo para ultrapassar os bloqueios antigos. Sorry. :/

ernesto disse...

O meu afastamento do blog não tem absolutamente nada que ver com isso xD
Eu nunca fui a melhor seguidora do mundo, e ultimamente nem para escrever tenho tido pachorra, muito menos para ler. Pode ser que um dia eu ainda melhore ahah

E obrigada :) não estou bué magra, estou bué mais magra. São coisas diferentes ahah

Jota Esse disse...

Okay, desculpa. Não estás "bué" magra, estás "bué" elegante. ;)