09/08/16

não se entusiasmem

Poderiam, sei lá, no auge da loucura, estar à espera do início de uma nova era, de posts felizes sobre como me fui apaixonar outra vez, mas desenganem-se: o laivo de interesse não está, sequer, próximo da paixão e, de qualquer forma, estou a poucos minutos de escrever aquela mensagem que escrevo sempre.
ó amigo, isto foi muito giro, gostei muito de te conhecer mas esta pessoa é mais complicada do que um livro do saramago escrito em paquistanês de trás para a frente, e então está na hora de ires à tua vida porque eu não confio em ti. nem em ninguém. e então começo a ficar maluca, a cronometrar o tempo que demoras a responder, a perguntar-me porque é que não respondes, a perguntar-me o que fiz eu de errado desta vez. e a trepar paredes. não pareço adorável, pois não? não. eu também odeio esta minha faceta e é por isso que me voy. esta cabra desconfia até da própria sombra e torna-se doentia. jinhos fofus.
E então voltamos aos posts lavados em lágrimas e às músicas da adele.

3 comentários:

Agridoce disse...

Em primeiro lugar, és parva. Em segundo lugar, és parva. E em terceiro lugar, és parva.

Se o rapaz valer a pena, e só se valer a pena, e se esse interesse puder virar paixão, não sejas tolinha. Dá-lhe o benefício da dúvida. Dá-te o benefício da dúvida. De cada vez que começares com dúvidas e paranóias, faz abdominais ou dá murros nas paredes (o que preferires). Passam-te logo as inseguranças todas.

Não te boicotes, caramba! Eu sei que é uma treta, eu sei que custa, eu sei o que é esse pânico... Mas não vais ficar para sempre no teu casulo, vais?

ernesto disse...

Descobri que ele não me está a mentir, tal como eu achava quando escrevi o post, portanto respirei fundo - muito, muito, muito fundo - e não disse nada. Vou aguardar.

Não sei se ele vale a pena ou não, mas só tenho uma forma de descobrir.
Pelo menos até ao próximo surto, vou-me portar bem :)

Agridoce disse...

Parece-me bem :)