23/07/15

só me meto por caminhos apertados

Sou uma gaja de contrastes: por um lado, sinto-me suficientemente magoada para mandar o gajo para plutão e quero mesmo seguir em frente. Por outro, faço questão de falar sobre ele sempre que alguém se tenta aproximar demasiado e eu sinto necessidade de deixar claro que não estou disponível porque ele continua a ocupar o espaço de três elefantes na minha vida. E eu gosto dele.

Ainda que ele não mereça.

Sem comentários: