04/11/14

primeira lei de ernesto-murphy, com as devidas alterações

Tudo o que puder acontecer, acontece. E se não puder acontecer, acontece na mesma só por causa das tosses; pelo menos comigo. Juro-vos, o mundo é um sítio estranho e a minha vida é um lugar assustador; eu até vos contava, mas vocês não têm nada a ver com isso e não me apetece contar a minha história a partir dos primórdios da minha existência.

Só é importante salientar que hoje vivi um desses momentos em que nos sugam o ar todo dos pulmões em três nanossegundos e depois, quando damos por nós, estamos a viver uma espécie de realidade alternativa que não faz sentido nenhum. Por outras palavras, aconteceu a última coisa que eu algum dia poderia prever - mas está tudo bem, é na boa. 

Agitou as águas e é o que se quer. 

Sem comentários: