29/10/16

cinderela, a vingativa

Nunca fui de vinganças, mas também nunca fui pessoa de muita paciência - se há coisa que me chateia são as pessoas lerdas que, infelizmente, conseguiram tirar a carta de condução. Devia ser proibido.

Vinha para casa, com o humor instável dos últimos tempos - sério, esta pessoa canta, dança e bate palmas, mas no momento a seguir lembra-se de que o gajo também cantava, dançava e batia palmas, e começa a chorar baba e ranho que só visto! - quando vi um carro parado numa curva apertada e manhosa.

Isto irrita-me particularmente: gente que mete em risco a sua segurança e a dos outros e pára onde lhe apetece, sabe deus porquê, chateia-me mesmo a sério - se já não sabem o que andam a fazer na estrada, fiquem à lareira, pronto.

O velhote arrancou mal eu passei, cheio de pressa; coladinho a mim, preparava-se para ultrapassar, quando me ocorreu que ele não merecia. Aproveitando o facto de não vir ninguém no sentido contrário, meti-me a meio da estrada a andar a 40km/h...


... e abrandava um bocadinho mais de cada vez que, pelo retrovisor, o via bufar.
Provavelmente ele achou que eu sou só mesmo uma slow driver e não entendeu o porquê, mas eu diverti-me pra caralho. Ten points to gryffindor.

Sem comentários: