25/01/16

alforrecas, 'tou peixonada!

Eu tenho uma pequena deficiência no que toca às minhas escolhas musicais - sim, notem que a pequena deficiência é só em relação a isso, as grandes deficiências afetam outros campos - que passam por conseguir adorar uma música calma e achar que vai ser a minha preferida por uns tempos, até que puuuffff - dois dias depois, quase sangro dos ouvidos quando a dita começa a tocar.

E assim foi com a hello, da adele. Gostei durante cinco minutos, e depois apeteceu-me espetar-lhe uma faca no bucho de cada vez que ela começava com o o «hello, it's me» (e sim, também costumava ficar à espera do «...you're looking for»).

Mas já se sabe que uma gaja não pode dar-se ao luxo de estar num desses dias mesmo fodidos, em que nem sabe se quer chorar até ter a fronha coberta de uma mistura indistinta de lágrimas e ranho, ou se quer sair por aí a espetar uma faca no bucho a quem se mexer, e a adele não aparecer. A adele tem de estar lá, porque a adele percebe de corações partidos. Mesmo que a adele ainda piore o nosso estado.

4 comentários:

Emma disse...

Quando comecei a ler este post, pensei em mostrar-te este mesmo cover, mas depois reparei que já conhecias :P Pessoalmente, prefiro esta versão, é que já deito Adele pelos olhos, já não posso com as músicas dela sempre a passar na rádio, mas depois vêm estes covers que nos fazem gostar da música :)

esperto que nem um alho disse...

Eu também. lol

ernesto disse...

Emma, tenho estado a ouvir outros covers e estou rendida! Ele transformou músicas horríveis em coisas audíveis! :o

esperto que nem um alho, ahahah pronto, peixonamo-nos!

esperto que nem um alho disse...

Hoje tás de folga? ahahahahahah