20/07/16

again and again.

Depois de tanta gente me dizer que eu preciso de fazer alguma coisa para sair deste marasmo, depois de eu própria assumir que preciso urgentemente de pessoas novas na minha vida, não fiz absolutamente nada nesse sentido, para variar. No entanto, por acidente, conheci mesmo uma pessoa. Ups.

O problema? A pessoa é do sexo masculino. Giro. Muito, muito, muito (muito, muito, muito [...]) giro mesmo. E fofo, e engraçado, e tudo e tudo. Estão a ver a coisa? O tipo de moço a quem uma pessoa quer dizer que não, que não aceita tomar um cafézinho porque isso é um desperdício de tempo, e vai logo direta à igreja para marcar a data do casamento. Logo eu, que nem tenciono casar-me.

Ó cinderela, quando é que o tipo ser giro e fofo é um problema?
Não é - mas eu sou. Eu, a lontra obesa. A lontra obesa anormal: por mais que tente não me abstraio disso. Demora a responder? Certamente se cansou. Encontrou outra melhor, mais bonita, mais interessante, menos chata. Reponde? Party hard; ponderam-se as palavras para não cometer erros, e erra-se outra vez. Que me desculpe. Que me sinto sempre a mais, que não quero incomodar - um caralho me foda, eu não estava a incomodar até ao momento em que comecei com essas paranóias. E depois incomodei. E depois fartou-se. Ah, chora agora, cinderela, chora.

Não chorei mas estou zangada comigo mesma. Estava a fazer-me bem conhecer o moço. E ferrar-lhe o dentito é uma ideia demasiado apetecível para que eu consiga gerir de ânimo leve o facto de ter fodido tudo outra vez.

3 comentários:

Agridoce disse...

Todas essas dúvidas e inseguranças são uma treta... Tens tanto medo que as coisas corram mal, que não te dás a oportunidade de correrem bem. Pensa menos e vive mais, rapariga! :)

Joana Sousa disse...

Damn, girl. Deixa esses pensamento para ti, atira-os para o fundo da tua gaveta e não os deites cá para fora - quanto menos falares neles menos te lembras que eles existem. Mas a vida continua, há muito bom mocito por aí!

Jiji

ernesto disse...

Agridoce, é mesmo isso. Mas porra, este foi um desperdício da minha alma!

Joana, eu gostava, gostava! Mas este foi mesmo uma tristeza pá.