23/07/16

preciso de desabafar

Uma das grandes falhas da vida é não vir com livro de instruções - se viesse, provavelmente, ninguém olharia para ele, mas poderia ser bastante útil, sei lá, saber qual é o comportamento padrão numa ou outra situação.

Especialmente, o sítio certo para onde olhar na altura certa.
Imaginem que, de cada vez que vão abastecer o depósito do carro, só se cruzam com velhos gordos ou, na pior das hipóteses, só com o senhor da gasolineira. Por isso mesmo, há um dia em que só reparam que precisam de ir à bomba já depois do treino: suadas, com o fat ass enfiado numas leggins e uma t-shirt larga, assim a salientar o que de mais sensual há numa lontra obesa. Mas qual seria o mal? E vão.

Vão. 
Páram o carro. 
Entregam a chave ao senhor.
Lembram-se de que têm a carteira na bagageira.
Saem do carro.
Naquele dia, e só para foder o juízo a uma pessoa, a bomba estava avariada e, por isso mesmo, tiveram de ir à que fica do lado contrário ao depósito. Não dá para abrir a bagageira até que o senhor acabe.
Ficam ali, com cara de peido, cientes da sensualidade que emanam e chegam, não um, mas dois carros: os gajos eram giros como tudo, e eu ali, sensual e suada, sem saber para onde olhar.

Eu gostava de saber como as pessoas normais reagem a estas situações - eu fiquei só a encostar-me e a desencostar-me do carro, desconfortável que só eu, a olhar para o horizonte como se estivesse prestes a publicar uma frase da margarida rebelo pinto sobre as maravilhas do amor. Sei lá. Esta vida é fodida.

2 comentários:

Patrícia S. disse...

Outra das instruções que, a meu ver, deveria existir é o sítio para colocar as mãos em determinadas ocasiões. xD

homem do leme disse...

Há gajas que gostam de gajos a cheirar a cavalo. Se calhar o contrário também se aplica e um dia o homem da tua vida vai estar à tua espera na bomba, para te senifar o "sovacum".. eheheh

Olha, as pessoas "saem" do carro, não "saiem" do carro. lol