22/12/16

nos últimos tempos

Já estive feliz e orgulhosa de mim por ter conseguido perder tanto peso. Já me achei mais bonita, já achei que talvez até tivesse algum valor, que tinha coisas boas, que merecia coisas boas. Mas já voltei a ver a mesma gorda de sempre ao espelho, já voltei a focar-me naquilo que me parece essencial em mim mesma e a vê-lo como uma condenação. Uma vergonha. Eu nunca vou ser normal, por mais que queira. Nunca vou ser bonita, nunca vou poder deixar de me preocupar com o ângulo em que as pessoas me observam, com a forma que me veem, com aquilo que eu mostro. Nunca vou conseguir deixar de tentar esconder - e de falhar nesse processo, e de me sentir horrível por isso. Porque o sou. A anormal, sempre a anormal. Feia e gorda. Anormal - para quê tentar?

Vou ser sempre a anormal do nariz torto e nunca vou conseguir deixar de me ver assim - tudo o resto é ilusório.

Sem comentários: