31/12/15

por ser o último dia do ano

Hoje devia ser o dia em que eu, finalmente, tentava ser uma blogger decente e vos fazia uma review do meu ano; esclarecia-vos acerca de cada peido que dei ao longo de 2015, vocês fingiam-se de interessados e éramos todos mais felizes. Mas não tenho paciência para isso.

Este ano nem foi assim tão bom. Aliás, se há coisa que este ano me trouxe, foi saudades do ano passado, mas eu já nem me lembro se de facto as coisas foram melhores ou se é a memória que me está a ficar demasiado curta. Ainda assim, acho que este foi o pior ano de que me lembro mas também sei que as coisas não vão mudar só por entrarmos num novo ano. E posso dizer que já estamos a começar mal, e ainda nem começámos.

Também estou muito chateada porque no ano passado me ocorreu que podia ser giro encontrar as previsões para o meu signo em 2014, no final do ano - estava certo, estava estranhamente certo; dividido por meses, acertou em tudo. As previsões para este ano diziam que eu ia ter um outono muito feliz, que ia correr tudo muito bem, o que me leva a crer que descobriram que eu tinha decidido divertir-me a ler estas coisas no final do ano e quiseram trocar-me as voltas. 

Ainda podia dizer que este foi o ano em que me tornei pirosinha, mas eu tenho dito isto tantas vezes que acho que me posso poupar a mais uma humilhação desse calibre - em minha defesa, abandonei as unhas de gel ao fim de 3 meses a testar a coisa, portanto tinha de adquirir outra faceta mais girly para me relembrar que também pratico uma vag life. E sim, a minha afirmação neste mundo passou por ter deixado que me começassem a tratar por nomes foficoisos, lidem com isso,

Para 2016, não tenho grandes sonhos nem me tento iludir com uma dieta milagrosa que me vai enfiar num vestido catita e andar por aí a espalhar inveja e amor no próximo reveillon - já assumi a minha vida lontrificada e, tudo o que eu quero para 2016, é que seja um bocadinho melhor do que 2015 e que, de facto, de hoje a um ano eu tenha conseguido fazer exatamente o que tenho em mente. Se não tiver conseguido, bem, pelo menos espero poder estar a chafurdar numa taça de mousse de oreo que desse para alimentar 9823 putos subnutridos, e que demore mais uns 100 anos a ir para o inferno só por esta.

Sem comentários: