10 de fevereiro de 2018

dizem que é carnaval outra vez

Não gosto do carnaval - eu sei, eu sei. A pessoa é tão azeda que esta afirmação se torna previsível, e estranho seria eu gostar de alguma coisa deste mundo de que toda a gente goste. São vidas.

Adianta reforçar que não é um ódio de estimação, é mais o nem sequer compreender a ideia. Especialmente dos carnavais que conheço e destas imitações rascas do carnaval brasileiro, que de si já não me parece minimamente interessante. É só parvo, mas muito fixe para quem quiser apanhar uma pneumonia.

Calma lá que isto não é recalque - não estou em sofrimento por não me ter mascarado em pequenina, porque tive sempre disfarces diferentes. O maior mistério, para mim, continua a ser o porquê de ainda ninguém ter reparado que o carnaval, em portugal, lá calha ser sempre no inverno e que aquelas fatiotas finíssimas só oferecem duas opções às crias e aos pais das crias: morrer de frio ou adicionar o fator chouriço a cada máscara, com 6 camadas de roupa por baixo.

Como sou das friorentas, optei por ser um capuchinho vermelho-chouriço, palhaço-chouriço, princesa-chouriço, and so on. Até ao dia em que me apercebi que, à medida que os anos passam, o fator chouriço vira fator puta, e os disfarces de carnaval das gentes adultas são, na sua maioria, também bastante adequados a filmes duvidosos feitos a pensar em pessoas com fetiches esquisitos. Deixei de me disfarçar antes de conhecer a realidade da enfermeira-puta, bruxa-puta, polícia-puta. Acho que dá para perceber a ideia.

Portanto, nos carnavais de agora, disfarço-me de ernesto, tal como nos restantes dias do ano - conto usar e abusar do conforto do meu sofá, que a idade já pesa e eu não estou para palhaçadas. Nem para o frio.

2 comentários:

Jota Esse disse...

O que me lixa no Carnaval, é querer sair e ter de fazer um roteiro que não passe dentro de vilas e cidades. O que vale é que o dia até esteve bonito para ir pastar e os foliões não gostam de campo. E as vaquinhas não pagam bilhete para ver o desfile. xD

ernesto disse...

O truque é não sair! ahahah