29/09/13

a prova de que há coisas que não mudam mesmo

Há uma rapariga na minha turma chamada anita. O meu problema é que parece haver uma força demoníaca que me leva a ter tendência para lhe chamar ana, e acho que até já o cheguei a fazer em voz alta. Não é nada contra o nome dela ou assim, porque até o acho mais bonito do que só ana, mas eu sempre tive este pequeno problema com os nomes que me parecem diminutivos. Tipo quando insistia em chamar golfos aos golfinhos, porque estava certa de que aquele inhos fazia deles gay.

Passaram-se mais de 10 anos e eu ainda não estou curada.

3 comentários:

i. disse...

Golfos aos golfinhos, muito bom xD

fusion disse...

És como aquele gajo que chamava "Agosto" ao amigo que se chamava "Agostinho". Lol

Jô. disse...

Ahahahah, o que eu me ri com isto! xD
Beijinho*