29/09/13

adoro

Acho adorável quando as pessoas me acham convencida. A mim, que sou só a criatura com menos autoestima à face da terra.

Se metade desta gente sonhasse com o quanto eu me detesto e o quanto já quis desaparecer, nunca mais ousava gozar comigo como se em algum momento eu tivesse tido opção de escolha e fosse muito feliz por ser uma aberração. Mas ok, é na boa. Já levo 18 anos disto mesmo, continuem a atirar pedrinhas imaginárias e eu faço um castelo no ar.

1 comentário:

fusion disse...

Sabes que com essa maneira de te veres, começo a acreditar que és mesmo uma aberração, mas por motivos diferentes dos teus.
Desculpa, às vezes queria ter uma varinha mágica e conseguir acabar com os teus (e os meus) problemas.
Não queria salvar o mundo. Já ficava feliz se conseguisse salvar algumas pessoas... :\