24/09/13

não sei de mim

Não sei se ando sem tempo, se sem paciência, ou se só não tenho tempo para ter paciência. Não sei. Não sei como estou. Estou aqui, e às vezes estou bem, outras vezes estou melhor. Mas depois há momentos e momentos, alturas em que parece que tudo se vai desmoronar outra vez, e então eu só quero desaparecer.

Sem comentários: