28/11/13

não, patrícia, não

Já me conformei com a ideia de ter o meu blog a ser lido pelas mais variadas criaturas, pelo que já nem me dou ao trabalho de esconder o blog. Então, hoje, enquanto conversava com um rapaz da minha turma que tinha acabado de descobrir a existência do antro, comecei a contar-lhe que já tinha tido outros blogs antes deste, e que tinha umas visitas muito estranhas. Nisto, começo a enumerar as pesquisas:

- oh, visitavam-me imenso por ratas peludas, e depois tinha variantes, tipo ratinhas peludinhas, coninhas peludas, conas, pelinhos na rata.

Até que me viro para trás.
Estava um homem a ouvir tudo.

Sem comentários: