22/02/16

cinderela dá conselhos de beleza (a puta da ironia)

Em primeiro lugar, não quero que se assustem com o conteúdo do post; o facto de o meu blog andar ao abandono e mais deprimido do que a amiga florbela espanca já é mau que chegue, não precisamos de transformar o antro num centro de conselhos de beleza e anúncios a collants de mousse e outros que tais, nem tão pouco vou ser paga para vos escrever isto.

Há uns tempos, ocorreu-me que seria útil arranjar uma daquelas máquinas para aquecer a cera em casa. Ofereceram-me uma roll-on e a experiência não me cativou; de alguma forma, achei que uma panelinha para derreter discos de cera era exatamente o que faltava na minha vida. E era mesmo!

Como sou sovina e estupidamente cautelosa com a forma como gasto o meu dinheiro, andava a ponderar há algum tempo, mas nunca com interesse suficiente. Até que se deu o milagre das promoções - vi que a veet spawax ia estar a metade do preço e fiquei em pulgas. Nunca tinha visto nenhuma, na lojas de produtos de estética a menos de 20€, e pareceu-me que a veet podia ser uma boa ideia. Então, andei a ler tudo o que me apareceu à frente acerca das ditas máquinas, e acabei por arriscar.

Tenho a dizer-vos que estou realmente contente com o meu pequeno investimento. Tive algum receio de não ter coragem para inflingir tamanhas dores em mim própria, mas estou positivamente surpreendida, tanto com a máquina quanto com a minha coragem recém-descoberta.

O melhor é que a cera nunca aquece demasiado. Mantem-se sempre à mesma temperatura e não me obriga a soprar, como costuma acontecer nas esteticistas, para tentar não acabar com queimaduras de 2º grau. Quanto a dores, bem, não podemos esperar milagres. Dói pra caralho, ao nível de 20 foda-se's por minuto, mas a coisa até vai e saímos do pseudo-centro-de-estética-chez-nous com a certeza de que somos ninjas multifacetadas e que nascemos para combater o pêlo.

Isto tudo para vos dizer que, vierem aqui ter por estarem indecisas como eu estive, e com medo de investir numa máquina potencialmente inútil ou perigosa (ah! sim, eu passei por aqueles segundos de pânico em que temi puxar pêlo e pele e vísceras, mas não acontece), arrisquem. Eu, que tenho uma pele sensível ao ponto de usar cremes de bebé, estou fascinada com a ideia de nunca mais ter de me despir à frente de uma desconhecida que passa uma hora da vida dela a torturar-me com cera escaldante. Além de que, a avaliar pelo preço de cada ida a um destes antros de malvadez, compensa bastante - convém referir que cada recarga da veet, composta por 6 discos (o que, supostamente, será o suficiente uma depilação completa mas, confiem em mim, enquanto não se ajeitarem com a coisa, não dá), custa perto de 10€, mas a máquina não morre do coração se usarem cera mais barata, das lojas de produtos de estética.

Posto isto, não, não vos vou oferecer um cesto de shampôs da avon e um sabonete de leite de burra por terem chegado aqui. Vamos voltar à emissão normal e esquecer que eu, por momentos, parecia uma blogger féshón.

3 comentários:

Luna disse...

Eu também tenho uma! Aliás, és a primeira pessoa que conheço, para além de mim, que tem uma "caseira".

Lani disse...

Por acaso essa nunca experimentei, mas tenho uma roll-on e gosto muito :) *

Lea disse...

Fiquei interessada...