15/11/16

serviço público

A cinderela tem má fama mas até sabe ser amiga - como prova disso e em honra da minha vasta experiência em fracassos sentimentais, decidi elaborar um manual de instruções para a procura do tipo ideal, baseado em situações mais ou menos caricatas que me aconteceram ao longo dos tempos.

Perguntem-lhe se gosta de gatos.
Têm de garantir que o tipo gosta de bichinhos ainda antes do primeiro encontro, especialmente se estiverem há tanto tempo quanto eu à espera para poder ter um. A relação não pode avançar se não tiverem a certeza de que o gajo vos vai deixar ter um gato.
Além disso, quando ele vos deixar e vocês virarem cat ladies, é melhor que ele goste de gatos. Vai parecer-lhe menos mau que vocês vivam com 27.

Assegurem-se de que o rapaz sabe que não tem ovários.
Ou, se forem azaradas como eu e tiverem uma queda por gajos conas, assegurem-se de que ele não os tem mesmo. Há alturas em que começamos a duvidar disso também.

Expliquem-lhe que só os homens é que têm próstata, e que as mulheres também têm pâncreas.
Pessoalmente, também acho que deus não pensou bem a coisa. Isto de fazer homens e mulheres com orgãos diferentes estava-se mesmo a ver que ia dar confusão. Especialmente quando se é demasiado limitado para entender quem é que tem o quê.

Questionem-no sobre o nome daquele buraquinho que ele tem na barriga.
Se disser que é o embigo, fujam daí e vão a fátima para se purificarem de tal maldição.

Entendam que eles são tão ou mais estúpidos do que nós.
Às vezes um segue-em-frente-porque-eu-já-não-gosto-de-ti-e-só-quero-ser-teu-amigo é mesmo sinónimo de atreve-te-a-andar-engalfenhada-noutro-e-vais-ver-se-não-amuo-e-deixo-de-te-falar-do-nada. 

Aceitem que eles vão continuar a fugir de conversas sérias que nem o diabo foge da cruz.
Se começarem a ver na senhora do voicemail um ombro amigo e acharem que ela está prestes a tratar-vos por tu e a perguntar como estão, é porque o tipo continua com demasiado medo de vocês e ainda não está pronto para conversar. Não importa. 
Mostrem-lhe que são raça-gaja e insistam, já nem tanto pela resposta mas só para ele ver o que é ter colhões e odiar covardes.

Mostrem-lhe os cantos da suite presidencial na friendzone.
Infelizmente, nem sempre um não-sinto-nada-por-ti surte o efeito desejado. Às vezes é mesmo preciso mostrar-lhes que estão instalados num excelente sítio, do qual não vão sair. E, ainda assim, nem sempre é suficiente também e continuam a lutar para ver se escapam. Epá... não.

Espero ter sido suficientemente elucidativa e que os meus ensinamentos vos ajudem no futuro. Se não ajudarem... aguentem-se. Eu passei pelo mesmo.

1 comentário:

Agridoce disse...

Há tantas outras coisas que podias acrescentar aqui ;)