24/07/14

foi assim que aconteceu*

A prova de que o meu cérebro funciona de maneira muito estranha é o facto de eu ter decidido interromper as arrumações porque estava aqui a pensar e lembrei-me de que não tinha uma etiqueta única para o rapazinho da festa, o que era uma merda porque me podia apetecer reler o que escrevi sobre ele ou, enfim, precisar de ter os posts todos reunidos no dia em que acabar por desvendar o fim da história. 

Foi assim que me apercebi que escrevi 34 vezes sobre o moço e que o mundo de vez em quando dá saltos triplos e uma pessoa nem sabe bem onde aterra. E tive de me rir, confesso, com a lambada de luva branca que a vida me deu. 

Para vocês, aquele cujo nome não deve ser pronunciado e o meu lado de cabra no seu estado mais evidente. Prazer.

*não, não vi mais do que dois ou três episódios soltos de himym.

Sem comentários: