4 de junho de 2016

sobre o cansaço

Acordei com o despertador do telemóvel; desliguei-o e atendi.

Demorou vários "sim... sim... SIIIIIM?" até eu me aperceber do que estava a fazer. É que ninguém falava, porra.

Sem comentários: