08/06/16

um beijinho à minha autoestima desaparecida

O meu eu sexy, fashion e confiante faleceu ainda no útero: fui comprar uns calções e, por causa das coisas, decidi experimentar o 48 porque, já se sabe, a pessoa é gorda, obesa que nem duas baleias juntas, e precisa de roupa de gorda.

Serviram-me. Mas serviam a mais oito iguais a mim e, com jeitinho, ainda dava espaço para albergar uma família inteira de oito pessoas e quatro porcos.
Experimentei o número abaixo. E continuei a experimentar os números todos até descobrir aquele que, de facto, me servia sem parecer que, eventualmente, poderia querer usar os calções como um armazém.

E que número eram? 40. Sim: fui do 48 até ao 40 porque nem deus sabe onde mora a minha autoestima.

2 comentários:

homem do leme disse...

Foi da operação. A sério, quando somos "cortados", perdemos imenso peso. :)

Agridoce disse...

A pessoa é tonta :)