07/07/14

always a lady

Andava eu sempre a queixar-me do facto de ser branca que eu sei lá e ser preciso espetar-me ao sol durante, no mínimo, três anos seguidos para começar a notar-se um bocadinho que seja de bronze, até que cheguei à conclusão de que, afinal, como adoro pintar o cabelo com cores berrantes, até tenho a ganhar com o facto de parecer que trocaram o líquido amniótico por lixívia e eu estive de molho durante 9 meses até chegar a isto.~

Então, se a patrícia agora gosta de ser branca, o que é que acontece na primeira vez em que a criatura espoja real peida na praia este ano? Ganha cor. Miraculosamente, chega a casa com um escaldão no cu e os ombros pretos logo na primeira vez que se mete ao sol. O melhor de tudo é que... eu torrei os ombros de vestido, na looooonga caminhada até à praia. Isto significa, mais coisa menos coisa, que tenho os ombros divididos entre o albinismo e o acabei-de-chegar-dos-áfrica. Linda e maravilhosa.

Sem comentários: