30/05/13

é isto

Às vezes pergunto a mim mesma que raio de ideia é essa de esconder os sentimentos quando se trata de gostar, quando digo que não gosto com o maior desprendimento possível. Não faz sentido. Não é gostar de alguém  algo bom? É.


Mas é inevitável pensar que, se ele soubesse, iria desejar que não fosse eu. Ia querer que fosse uma dessas meninas bonitas e normais. E inteligentes. E, vá, interessantes. E não eu, nunca eu. 
É por isso que ele não pode saber.

4 comentários:

somaijum disse...

Cala-te pá!!!
Às vezes parece que és parva.

Maria disse...

Nestas coisas do gostar...é difícil adivinhar...por vezes a surpresa vale a pena o risco...!!!!
UM ótimo dia!
Bjs
Maria

somaijum disse...

Nos teus textos ainda tenho dificuldade em distinguir a ficção da realidade.
O que são meninas bonitas e normais?
E não te consideras inteligente? Nem interessante (pelo menos intelectualmente, porque é a única parte que conheço)?
Se calhar um dos teus problemas maiores, é estares, culturalmente, num ramo demasiado alto para seres "apanhada" sem escadote. xD
Eles assustam-se com gajas que leem muito. :|

E desculpa ter voltado para te dar mais uma ensaboadela.

patrícia disse...

Oh, é aquilo que escrevi. Não me acho interessante e assim :|