16/06/14

dos melhores estados de sempre



Não sei do que gosto mais: se do facto de o rapazinho ter decidido escrever rip e a respetiva tradução - com um bocado de sorte é dos tais que ainda não percebeu quem é o rip e porque é que falam tanto dele quando alguém morre - ou se daquela promessa do "um dia vou-te visitar Ana!". Gostei. Mesmo à eu sei que não me convidaste, mas eu sempre fui um chato do caralho e um dia vou falecer só para aparecer em tua casa a exigir que me faças um jantar e me deixes ficar uns dias para nos relembrarmos dos bons velhos tempos. Aqueles em que reviravas os olhos de cada vez que eu falava.

Mas gostei do conceito. Agora, em vez de mandar alguém falecer, vou começar a mandar as pessoas irem visitar a ana. Ao céu. Ou ao inferno.

Sem comentários: