23/12/14

fodam-se as ervilhas

Ontem, uma gaja de quem eu não gosto nem um bocadinho veio dizer-me que aquilo que menos gosta em mim é o facto de eu nunca levar nada a sério e fazer piadas sobre tudo e mais alguma coisa. Tive de me rir. Eu brinco com tudo, é um facto, mas também sei falar civilizadamente - o problema é que, apesar de ela ser uns cinco ou seis anos mais velha do que eu, acho a gaja demasiado imatura para me dar sequer ao trabalho de tentar articular uma conversa séria. Mas está tudo bem - se o que ela menos gosta em mim é exatamente a mesma coisa que faz com que outras pessoas gostem, acho que não há grande drama. Há dias em que o simples facto de ela respirar é um motivo mais do que suficiente para eu a detestar.

Sem comentários: