18/02/15

turn off

Podíamos mesmo ser felizes - juro que o mocinho é boa pessoa, tem tudo de bom, adorável que só ele, bonitinho e asseado, inspira-me confiança, o que é raríssimo, e eu só não me apaixono por ele porque não posso. Juro que já nos estava a ver a criar oito monstrinhos de berço a arrotar a leite azedo e a plantar couves no intervalo entre duas chuvadas, galochas até ao joelho, ele a coçá-los enquanto eu me peido, tudo assim na maior e em jeito de happy ending com um casamento duradouro.

Podíamos ser felizes mas ele não gosta do harry potter.
Fim.

Sem comentários: