07/06/14

mas dizer bem é que não

Durante o tempo em que ele esteve a falar, devo ter aberto a boca umas dez vezes para lhe dizer que o admirava mesmo por aquilo que faz; tentei convencer-me de que só não disse porque, de cada vez que tentava, ele retomava a conversa e eu não tinha espaço para falar, mas é mentira. Na realidade, estava em piloto automático há uns bons dez minutos, a tentar concentrar-me na conversa enquanto tomava balanço para lhe dizer mas, de cada vez que a oportunidade chegava, não conseguia dizer mais do que oh god, a sério, eu...

Não sei quanto tempo durou isto, nem quantas vezes o disse. Não lhe cheguei a dizer que estou mesmo orgulhosa dele. 
E também não creio que ele saiba.

Sem comentários: