31/12/13

euxitah em 2013

Tive o meu baile de finalistas.


E descobri que afinal até gosto de sair à noite.


E de dançar, ainda que o meu ritmo e coordenação sejam equiparáveis ao de um recém nascido.


Fiz 18 anos.


E tirei a carta.


Devorei livros.


Apaixonei-me por uma das melhores pessoas que algum dia conheci.


E acabou mal, para variar, até esquecer de vez.


Mas, entretanto, dei-me conta de uma verdade inconveniente.


E, desde então, demonstro o meu afeto pela criatura com o meu olhar mais doce.


Com o meu ar mais sociável.


O que aumenta em muito a probabilidade de acabarmos melhor do que isto.


Também perdi pessoas que não interessam nem ao menino jesus.


E outras que achei que nunca ia perder.


E, depois de tudo, só a minha grossa camada de gordura ficou comigo.


E para o novo ano só desejo que sejam felizes. Mas não sejam gordos, parece mal.

Sem comentários: