31/12/13

dona lontra aconselha

Às vezes tenho a sensação de que há pessoas que acreditam que pedir ajuda aos deuses supremos da internet e aos anjos da guarda do fb vai surtir um efeito notável nas suas vidas. Meus amores - não é por meterem estados e mais estados a pedir que tudo seja melhor no ano que aí vem não só é absurdo como é absolutamente inútil.

São vocês que têm de ser diferentes. O tempo não muda as coisas que deixámos para trás, por fazer - quanto muito, atenua a vontade e a curiosidade, mas não as resolve. Por isso, se querem de facto que alguma coisa aconteça, façam-na. Nunca é tarde para uma reviravolta, nunca é tarde para mudar - desde que não se sentem à espera de serem abalroados por uma mudança. E, sobretudo, não prometam. 

Se as promessas feitas à meia noite por toda a gente do mundo e que serão, inevitavelmente, quebradas, forem consideradas pecado, eu já não quero ir para o inferno porque vai estar sobrelotado. Sério. Acho absurdas essas resoluções de ano novo que nunca chegam a ser mais do que uma lista cheia de boas intenções; as soluções, as decisões, nunca podem ser tão premeditadas e tão bem pensadas, ou acabarão por desistir antes de as meter em prática.

Dêem-se ao luxo de fazer o que querem, de decidir na hora, de não terem tempo para ter medo. Sei lá, deixem-se ir de vez em quando, a ver onde vai dar, no que vai dar. E, por favor, não deixem de ser felizes por medo de arriscar. Não sejam estúpidos a esse ponto. Às vezes o risco vale mesmo a pena.

Sem comentários: