26/04/14

vidas tristes

A ideia de entrar em enfermagem não é tão inocente quanto isso. Faz parte do plano para começar a poupar nas despesas do hospital, tendo em conta que aqui a lontra é uma flor de estufa que já está a ficar doente outra vez. Valha-me deus. 

A sorte é que eu só vou ao médico em último recurso, quando começo a rever a minha vida toda e a despedir-me da família, e decido que 18 anos ainda é demasiado cedo para meter os pés para a cova - se assim não fosse, já me tinha mudado para uma sala de espera qualquer. 

Sem comentários: