06/05/16

a sério

Vamos lutar por um mundo onde as pessoas me encontram, ainda antes das oito da manhã, de fones nos ouvidos e livro no colo, à espera do comboio, e entendem que não vale a pena chamarem-me a atenção para conversas metafísicas baseadas no estado do tempo.

Sim, está mais frio.
Sim, é chato estar a chover outra vez.
E sim, as alfaces vão morrer afogadas.

Agora podem deixar-me em paz? Obrigada.

1 comentário:

homem do leme disse...

8 da manhã é cedo até para ouvir música, quanto mais par fazer dissertações sobre o Almanaque Borda d'Água. eheheh