03/05/16

deixem-me que vos diga

Quatro pequenos cortes podem parecer relativamente inofensivos e até podem levar uma pessoa a pensar que não impedem nada - mas desenganem-se.

Quando o centro de saúde da vossa zona parece desconhecer a existência de pensos impermeáveis, tomar banho toma toda uma nova dimensão, quase olímpica, e deixa-vos ali, de joelhos ao pé da banheira, numa posição pouco digna de se ver.

Foi assim que decidi optar pelo mesmo método que o lápis roído usa com o cão: quando cheirar mal, tomo banho.
Até lá, aguentem-se!

1 comentário:

lápis roído disse...

Eu não sou ninguém para dar conselhos de higiene, até porque os que me são passados não são lá grande espingarda, mas digo-te que não te deves meter nisso. Ao contrário dos cães, não é preciso muito para se notar o cheiro. Vai uma apostinha? Estende-te duas horas ao sol no dia de amanhã e depois vem falar comigo. Mas à distância, não vás dar cabo das minhas narinas ultra-sensíveis!