13/12/13

dramas de uma vida

Há dias em que sinto a falta de acreditar num deus. Não é que não acredite por completo - mas não me acalma, não me conforta. E às vezes, em dias em que toda a ajuda me parece pouca, eu dou por mim a desejar não ter este feitio e não ter deixado de acreditar, e conseguir continuar a ser a menina católica que em tempos fui que ainda conseguia acreditar que alguma de coisa boa virá para me compensar de todo o mal. Agora, não consigo.

Percebi que quero, mais do que nunca, que alguma coisa me aconteça de bom. Percebi que preciso disso. Mas também me apercebi que, à custa de me ter entregue ao agnosticismo, não me lembro de como rezam os católicos e não sei como rezam os outros. E então, dou por mim a tentar falar com um deus em que nem sei se acredito - a tentar que ele me ouça. E que resulte desta vez.

Sem comentários: