02/03/15

rescaldo do primeiro dia deste calor primaveril e da minha felicidade ao recebê-lo

Depois de uma crise existencial que se arrastou durante todo o fim de semana e que acabou comigo a chorar baba e ranho ontem à noite, devo ter adormecido por volta das quatro e passei o pouco tempo que dormi em puro sobressalto; consegui acordar pelo meio, dar mais um milhão de voltas na cama e voltar a adormecer. Para acordar oficialmente às seis.
Acordei a pensar que, do mal o menos, ia estar um dia bonito.
Não está. Está a chover e o meu cabelo, esticado às três da manhã na pura da loucura, molhou-se e encolheu. O meu rímel que, estupidamente não é à prova de água e agora pareço um panda. O meu casaco está encharcado, a gola idem, e as calças o mesmo. Dói-me a garganta e tenho o nariz a jorrar ranho como se não houvesse amanhã. Ok, talvez seja só aquele pinguito chato, mas estou triste, chateada e imensamente cansada. 

Isto sim, é uma segunda feira má.

Sem comentários: