31/01/15

déjà-vu

De repente, a pessoa que parecia não me querer deixar cair, custe o que custar manter-me de pé, começa a ter as mesmas reações e a dizer as mesmas coisas que a última que me atirou ao chão. Então, a pessoa maravilhosa deixa de me parecer assim tão maravilhosa, não sei se por estar demasiado magoada ou se por me deixar com a sensação constante de que já vi isto antes e acabou muito mal para o meu lado. E apetece-me fugir. Fugir eternamente de tudo o que me possa levar ao tapete outra vez. Começo a ficar cansada de pessoas que dizem querer o meu bem e depois só me fazem mal.

Sem comentários: