26/01/15

no limite da vida

É estar num café a escrever isto, de frente para mais duas alforrecas, enquanto tento que ninguém descubra o meu antro. Isto é quase tão bom quanto bungee jumping.

Sem comentários: