11/01/15

mais ou menos isso

... pedias desculpa mas eras incapaz de amar um só corpo como eras incapaz de amar uma só vida, e que era por isso que inventavas pessoas em ti, eras a menina e a adulta, a rebelde e a certinha, eras tudo o que podias ser, isto e o seu contrário, para que pudesses resistir, não porque fosses traidora ou infiel, não porque não me gostasses até ao fundo da pele e até ao começo dos ossos, mas apenas porque tinhas a estranha mania de insistir em seres feliz.
Pedro Chagas Freitas,
prometo falhar

Sem comentários: