11/01/15

inverno rima com inferno

Já é do conhecimento geral que eu sou uma florzinha de estufa e passo metade do tempo doente e a outra metade a arranjar mais doenças, mas tem sido demasiado até para mim - num momento, estou aqui prestes a bater a bota de tão doente, a fazer o testamento e a deixar tudo o que não tenho aos filhos que nunca tive, ai jesus que é desta, depois dá-se assim um milagre qualquer e eu volto a conseguir respirar sem parecer um aspirador entupido, e pareço uma pessoa razoavelmente saudável durante uns incríveis dois minutos. Entretanto começo a ficar doente outra vez e ai jesus que é desta, para não variar.

Tenho a garganta a implorar por férias e o nariz à beira de cair, depois de ter largado torrentes de ranho. Sou capaz de parecer um bocado leprosa mas eu gosto de acreditar que as pessoas vão perceber as semelhanças entre mim e o voldemort.

Sem comentários: