24/01/14

apedrejem-me

Ainda gostava de entender como é que é possível que existam pessoas da minha idade que já pensam em ter filhos, e os nomes que lhes hão de dar e tudo mais. Havia de ser bonito eu ter um monstrinho de berço agora - além de ter de o apelidar de jesus, nem quero pensar nas desgraças por que a criança havia de passar.

Eu, que consegui a proeza de deixar um cato morrer à sede. E um periquito também.
Acho que me fico por um tamagochi. 

Sem comentários: