27/01/14

à laia de indireta

Não acredito nessa teoria de que há coisas que não têm explicação - creio que quem disse isso foi um conas qualquer que se cansou de procurar respostas. Eu nunca me canso de as procurar - ou canso, mas não desisto porque não consigo. Sou incapaz de arquivar alguma coisa sem a ter bem resolvida, bem espremida, sem compreender o que aconteceu.

Não me lixem; há uma explicação para tudo. O que, na maior parte das vezes, não há, é alguém suficientemente corajoso para a dar a si mesmo, quanto mais aos outros.

Sem comentários: