24/01/14

entende-o como quiseres

Não fiques triste, o teu nome não é pedro. Desculpa lá se te assustei, mas eu tinha de te chamar qualquer coisa, não é? Mas pedro não és tu. 
Ou talvez sejas um bocadinho. Talvez.

Sem comentários: