22/01/14

só de passagem

Ainda gostava que me explicassem como é que uma criança de um ano e meio desaparece de uma casa cheia de gente. E sim, o puto tem perninhas e pode muito bem pôr-se a andar, mas com aquela idade não me parece que conseguisse ir muito longe até que, numa família minimamente atenta, dessem por isso. A não ser, claro, que sejam todos dotados de uma perna mais curta do que a outra ou de qualquer outro tipo de deficiências físicas que os impeça de meter um pé à frente do outro mais depressa do que um monstrinho que ainda mal sabe andar. Mas tudo bem.

Sem comentários: