23/01/14

perspetivas à patrícia

As pessoas pensam que o amor dura para sempre. Enganam-se. Nada dura para sempre. Não há amor eterno. Não nego que julieta e romeu morreram de amor, prometendo amar-se para todo o sempre, mas se tivessem continuado vivos tinham-se divorciado ao fim de cinco anos, sobretudo se tivessem gerado uma ou duas crianças.
Rui Zink, 
apocalipse nau

Sem comentários: