13/04/15

that not so bad monday

Nunca fui capaz de entender o que é que a segunda feira fez para ter tão má fama - e eu, amiga dos pobrezinhos que sou, até que gosto da moça. Ainda hoje, por exemplo, enquanto andava  tudo com cara de peido, eu andava com um sorriso de orelha a orelha - e não, alforrecas, o meu fim de semana nem sequer foi bom - e a witchcraft na cabeça.

E nem sequer me senti minimamente embaraçada quando fui encontrada a cantá-la e dançá-la, de forma pouco convencional, na casa de banho.


Mas isso talvez tenha sido por este ser o prato do dia. Enfim.

Sem comentários: