21/04/15

vou fugir

Tinha decidido adiar a consulta - por mais que dê a desculpa para os outros, e até para mim, de que estou farta de faltar nos últimos tempos porque estou sempre no médico, sei que é por pura cobardia. Porque tenho medo do que vou ouvir, porque estou cansada disto, porque estou vagamente consciente de que, seja agora ou daqui a uns anos, não vou conseguir escapar a mais uma operação. E, por isto tudo e por estar numa daquelas alturas mesmo mesmo mesmo más em que ando a trepar paredes e em desespero profundo, decidi adiá-la.

E então, qual é o problema, ernesto?
O problema é que a carta - necessária para que eu o consiga fazer - desapareceu. Pura e simplesmente, sumiu que nem um peido ao vento, de um dia para o outro. Eu sei, eu sei que não devia ter fugido das testemunhas de geová a sete pés, nem feito de conta de que estava cheia de pressa, mas porra, era mesmo preciso deus estar sempre contra mim?

Sem comentários: