10/02/14

pronto, aqui me confesso

Que me lembre, nunca fui de fanatismos nem coisa que o valha - bom, jared leto à parte que o homem pode ter idade para ser meu pai mas continua a parecer-me um objeto decorativo bastante interessante para o meu quarto -, mas assumo que agora, e apesar de nunca ter gostado por aí além dos the gift, acabei por me tornar fã da sónia tavares. 

Okay, não o tipo de fã que cola cartazes nas paredes do quarto, compra uma pulseirinha a dizer amo-te sónia e anda a correr portugal de lés a lés para lhe oferecer chouriços e vinho tinto em todos os concertos. É só, por assim dizer, daquelas famosas com quem eu simpatizo especialmente.

Além de ter uma voz incrível, é daquelas personalidades em quem eu me revejo - pronta a disparar em todas as direções, mas passível de ser desarmada em menos de nada. Adorei isso nela. Sério. Isso e a forma como os olhos dela brilhavam de cada vez que algum dos dela cantava. Mas o que eu gosto mais é da forma como ela me continua a parecer perfeita apesar de se afastar de todos os estereótipos de beleza; ela não é a cantorazinha top model que vende mais discos por ter mamas plastificadas do que pela voz - não, ela canta bem pra caralho e é gordinha, que é. 

Gordinha, mas tem um ar de boneca irreverente que eu lhe invejo, mais bonita do que muitos esqueletos com mamas que andam por aí.

 E o cabelo. Senhores, como eu amo aquele cabelo.

Sem comentários: