28/02/14

mensagens que não vou enviar

As coisas são mais fáceis quando eu acredito que és um cabrão sem colhões - não gosto desse teu lado que tem tendência para me fazer derreter. E hoje, não podias tê-lo feito - precisava de mim racional, precisava de mim com coragem para anular o que sinto -, mas correu mal. Há muito tempo que não dava por mim a sorrir sem saber muito bem porquê - mas não podia ter sido hoje. Não podia.

Assim não quero brincar mais a isto. Vamos acabar com o jogo antes que eu (me) perca de vez.
Mother of god.

Sem comentários: