03/01/17

cinderela, a benanosa

Entendo os pais que decidem não publicar fotos das crias nas redes sociais - o que eu nunca vou entender é aqueles que acabam a fazê-lo, a partir de certa idade, porque já acham seguro.

Vamos lá ver uma coisa: a probabilidade de raptarem uma criatura que já anda, come e fala - além de ir à casa de banho sozinha - é maior do que raptarem um monstrinho de berço que só come e dorme, além de parecer um alien deixado na Terra por engano. Portanto, a não ser que o que vos leva a não partilhar a tromba da criança mal nasce seja uma certa compaixão por quem dispensa ver uma cara de joelho amarelada, não adianta esconderem nos primeiros tempos para depois publicarem fotos da cria de dois em dois minutos, já lavadinha e passada a ferro, com um ar mais apresentável.

Sem comentários: